terça-feira, 16 de setembro de 2008

Este elfo e as espadas

Não sei vocês, mas eu tenho a mania de pesquisar algumas coisas relacionadas ao que leio ou assisto. E desta vez calhou de eu achar algo nesses fuça-fuças da net que batem com algo que gosto.

Estou lendo Rurouni Kenshin, que ficou aqui conhecido pela infeliz alcunha de Samurai X. Este mangá, de Nobuhiro Watsuki, é repleto de coisas que gosto: história legal, base Histórica, carga emocional moderada (nem leviano demais, nem novela mexicana, sabe como é...), e.... espadas!!!

Pois é. Sou louco por espadas. Tenho duas. Uma delas eu meio que me arrependi de comprar. Foi a primeira; achei bonita e resolvi comprar, mas o material não é muito bom e no final das contas não tem muito a ver comigo. Tanto que ela ficou lá na casa da minha mãe depois que eu casei. A outra é linda. Vi numa loja para vender, gostei, voltei para comprar e a loja estava fechada. Voltei no outro dia e tinha sido vendida. Então fui ao Mercado Livre e, aproveitando que o preço estava mais em conta que na loja, comprei-a. É esta aqui:

Image Hosted by ImageShack.us


Só usei ela algumas vezes, com um cosplay de templário. Uia:

Image Hosted by ImageShack.us


Minha próxima aquisição será uma kataná, em um futuro ainda desconhecido para mim.

Voltamos ao Rurouni, enfim. Uma das bases da história é o uso do kenjutsu, a arte da espada, numa época em que era proibido portar espadas. E foi exatamente por esse motivo que surgiu o kendô, o caminho da espada, uma maneira de preservar aquela arte durante a ocidentalização do Japão. O kendô faz uso de armaduras e shinais, as espadas de bambus, para praticar as técnicas do kenjutso, porém de forma limitada, já que o intuito não é a belicidade, e sim o bushido, o caminho do guerreiro, um código de conduta e um modo de vida para os samurais, bastante procurado nos dias de hoje em todo o mundo.

E aí eu fiquei com vontade de praticar o kendô, especialmente o iaijutsu, a arte de desembainhar a espada. Posso estar enganado e no fim achar um porre, mas creio que iria gostar. Pra encerrar, um vídeo com praticantes de kendo iaijutso. Abração




ps* quem leu Rurouni Kenshin deve ter percebido no 'este elfo' do título desse post a referência à maneira como o Kenshin fala, "este servo". ^^

Um comentário:

Rob disse...

Nossa, vivendo e aprendendo. Não sabia que você tinha espada. E duas, ainda por cima!!! Me diz: é muito caro? Mas eu gostei do seu texto, e também do vídeo. Agora tá na hora de você escrever sobre alguma coisa que eu domino mais, como cinema e livros. É isso aí, grande amigo. Finalizando, como diz um personagem de livro que você conhece, "Oook". Aliás, é só reparar: todo bibliotecário diz isso! Um abração.
Rob Seixas